Português Italian English Spanish

CORREIO PRESTA DESSERVIÇO E CAUSA PREJUIZOS EM PARNARAMA

CORREIO PRESTA DESSERVIÇO E CAUSA PREJUIZOS EM PARNARAMA


É gritando, humilhante e vergonhosa a forma inoperante como funciona a agência da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos-EBCT, de Parnarama, aproximadamente quinhentos e cincoenta quilômetros de São Luis, a capital do Maranhão.

Faltando carteiros e com um quadro de servidores bastantes resumido, a agência está devolvendo todas as correspondências destinadas aos seus usuários em Parnarama, causando sérios transtornos e prejuízos a todas as vertentes sociais e comerciais.

O município de Parnarama tem uma população estimada em quarenta mil habitantes, é sede de Comarca de primeira entrância, possui duas importante agências bancárias ( Banco do Brasil e Bradesco ), um comércio bastante arrojado, e tem o privilégio de ser localizada na margem esquerda do rio Parnaíba, onde tem um grande fluxo de veículos motorizados, atravessando embora precariamente nas Balsas pertencentes a uma empresa particular.

Até na década de 1970, a agência dos correios de Parnarama pertencia ao antigo Departamento dos Correios e Telégrafos-DCT, e sem dispor de prédio próprio, funcionava em uma sala cedida pela prefeitura municipal. 

O serviço telegráfico funcionava na captação de sinais transformados em letras e formando palavras, através de um aparelho denominado de "morse", que apesar da inexistência dos recursos tecnológicos, prestava bons e relevantes serviços à sociedade. 

O serviço postal e telegraáfico funcionava com perfeição, entregando em tempo hábil as correspondências aos respectivos destinatários.

A EMPRESA DO ATRASO

Passados mais de cincoenta anos, com prédio próprio e gozando  do avanço da tecnologia, a agência de Parnarama dar uma volta a um passado inexistente e abraça o atraso, mergulhando no mar do descaso, na inoperância e na completa e clara irresponsabilidade.

A empresa possui um excelente quadro de servidores, mas  infelizmente até certo ponto desmotivados depois que o Fundo de Aposentadoria e Pensão, foi brutal e vergonhosamente surrupiado por uma diretoria indicada por mecanismos da fétida gestão política da época. 

Diante dessa situação, se faz imprescindível e urgente a manifestação do Ministério Público das duas esferas da República.